terça-feira, 25 de julho de 2017

Passaportes na Casa da Moeda - Mega Operação







Recomeçou nesta segunda-feira (24), na Casa da Moeda do Brasil (CMB) uma megaoperação para zerar a fila de cerca de 175 mil passaportes pendentes, devido à suspensão da emissão do documento por falta de recursos financeiros.

“Por entender a importância da urgente normalização do serviço, a CMB vai trabalhar 24 horas por dia, sete dias por semana, a partir de segunda feira (24), arcando com custos extras para atender a todas as solicitações feitas pelos cidadãos nos postos da DPF [Departamento de Polícia Federal] durante os dias de suspensão”, informou a Casa da Moeda em nota.

De acordo com a Polícia Federal (PF), os pedidos que foram acumulados durante o período de suspensão do serviço serão atendidos por ordem cronológica conforme as solicitações. “A Polícia Federal trabalhará em parceria com a Casa da Moeda para que haja normalização da emissão de passaportes o mais rápido possível”, diz nota da PF.

A Casa da Moeda estima que em até cinco semanas o serviço esteja regularizado, zerando a fila de espera.

O serviço estava suspenso desde 27 de junho, após a PF anunciar que não tinha recursos financeiros para continuar emitindo o documento. No último dia 21, o Ministério da Justiça enviou uma verba extra de R$ 102 milhões para a regularização da expedição de passaportes.

quarta-feira, 19 de julho de 2017

Cassinos apostam alto para a sua volta no Brasil

Após longos 71 anos sem apostas, a possibilidade dos cassinos voltarem a operar legalmente se faz cada vez mais real no Brasil.
Com uma história curta no país, os cassinos existiram de forma legal de 1920 até a sua proibição em 1946. Foram anos de muitas apostas que movimentaram cidades que com seus cassinos passaram a ser visitadas pelos jogos, entretenimento e muito glamour. Cassino da Urca no Rio, o grande Palácio ou Hotel Quintandinha em Petrópolis, palco de grande eventos nacionais, com seus 440 apartamentos, construído para ser o maior cassino da América Latina com estilo arquitetônico rococó hollywoodiano em meio a mais de 50 mil metro quadrados e sem esquecer dos memoráveis seis cassinos de Minas Gerais, que guardam grandes histórias em suas existências de tempos áureos. 


Cassino Palácio Quitandinha

Praia do Lago - Cassino Quitandinha


Hoje, os olhos do mundo da indústria internacional dos cassinos estão voltados para o mercado brasileiro. Poderosos players do segmento de jogos debateram aqui em São Paulo as condições para investir na construção e operação de grande cassinos no país. Empresários americanos já estão em solo brasileiro procurando lugares que possam ser cassinos de luxo no estado. Entre os locais em análise está o complexo do Anhembi na zona norte da capital.
A legalização dos cassinos no Brasil pode ser um importante vetor na geração de tributos, emprego e renda. Números mostram que 70% dos que vão jogar em Punta Del Leste no Uruguai, são brasileiros e que 350 mil brasileiros jogam no exterior todo ano.
Existem dois projetos de Lei diferentes em discussão no Congresso. Um deles é o Marco Regulatório dos jogos no Brasil que tramita na Câmara dos Deputados. Esse avalia 14 propostas sobre a legalização de cassinos, bingos, caça-niqueis, jogo do bicho e jogos on-line.O outro projeto tramita no Senado Federal, apresentado ano passado, o Projeto de Lei 186/2016 que pretende legalizar o funcionamento de cassinos, bingos, jogo do bicho e jogos em vídeos. A proposta é dividida em três ações: cassinos, bingos e jogo do bicho. Quase igual a primeira proposta. 
Os cassinos, funcionariam dentro de complexos de lazer (resorts) com acomodações hoteleiras (1.000 apartamentos), restaurantes, bares, centros de compras e locais para eventos. No máximo 35 cassinos no país, sendo 3 por estado, com credenciamento por 30 anos, com licenças leiloadas e cada uma custará entre 100 milhões e 300 milhões. Cada grupo de investidores precisa obrigatoriamente ser formado por um braço hoteleiro e outro ligado a operação internacional de cassinos e poderá disputar até 3 concessões de cassinos em estados diferentes, em grandes cidades do país. Os cassinos só poderão operar em hotéis com pelo menos 1.000 quartos existentes ou erguidos do zero.
Alguns parlamentares e várias instituições religiosas assim como a CNBB- Conferência Nacional dos Bispos do Brasil reagiram oficialmente contra a iniciativa com argumentos que vão desde o pecado e o vício até a associação com a lavagem de dinheiro e crime organizado.
A ex-prefeita de Las Vegas por duas gestões, Jan Jones que hoje é representante da maior operadora de cassinos do mundo, esteve em reunião em São Paulo e sinalizou que a sua maior preocupação em trazer Las Vegas para solo brasileiro é quanto a estabilidade jurídica e tributária que será oferecido pelo país. Ela também afirmou ser importante que a regulamentação garanta a implantação de programas que lidem com a recuperação de pessoas viciadas em jogos, os ludopatas.
E em favor da legalização  dos jogos e cassinos no Brasil, o CEO do Grupo Parlamentar Brasil, da FRENTUR - Frente Parlamentar Mista em Defesa do Turismo, Deputado Federal Herculano Passos do PSD de São Paulo, membro da Comissão de Turismo e da Comissão Especial do Marco Regulatório dos Jogos, concedeu entrevista a Cássia Penza e afirmou que a liberação dos jogos pode vir a ser uma grande saída econômica para o país.


Dep. Herculano Passos - Cássia Penza


Confira entrevista:
https://www.youtube.com/watch?v=fE52T4Dyqiw

sexta-feira, 30 de junho de 2017

Brasil tem primeiro turismólogo com Síndrome de Down em exercício

O RankBrasil oficializa em 2017 mais um recorde que mostra a capacidade, esforço e competência de pessoas com deficiência. Trata-se do Primeiro turismólogo com Síndrome de Down em exercício no país, título conquistado pelo pernambucano de Recife, Bruno Ribeiro Marques Fernandes.
Formado em Turismo com ênfase em Hotelaria pela Faculdade Santa Helena, de Recife (PE), Bruno colou grau em 30 de março de 2015 e em 1° de maio do mesmo ano foi nomeado para exercer a profissão na Empetur (Empresa de Turismo de Pernambuco), do governo do estado.
O recordista começou a trabalhar na empresa atendendo ao convite do secretário de Turismo, Esportes e Lazer de Pernambuco, Felipe Carreras. Ele atua na Unidade de Acessibilidade da Diretoria de Estruturação do Turismo e entre suas principais funções participa da organização de cursos para pessoas com Síndrome de Down, do projeto Praia sem Barreiras, de reuniões internas e externas, e de eventos.

Bruno colou grau em 30 de março de 2015 e em 1° de maio do mesmo ano foi nomeado para exercer a profissão na Empresa de Turismo de Pernambuco.
Bruno teve a ideia de fazer Turismo por gostar muito de história e de viajar. “Decidi juntar os dois interesses e tenho viajado tanto pelo Brasil como ao exterior”, conta. Entre as dificuldades do curso ele aponta as disciplinas complexas como Contabilidade e Estatística. “Outro problema foram alguns professores, ao insistirem em provas com muitas questões em pouco tempo. Também havia aqueles que nem sempre estavam receptivos para responder perguntas e esclarecer dúvidas”, lembra.
Um dos pontos positivos, conforme o pernambucano, foi a receptividade por parte dos colegas, da maioria dos professores e da direção. “Não sofri preconceito. Havia amizade, companheirismo e respeito”. Ele comenta que no primeiro ano participava de jogos de dominó, que proporcionavam bons momentos e integração entre os alunos de toda faculdade, não apenas da turma.

O primeiro turismólogo com Síndrome de Down em exercício do país é mais um recorde oficializado pelo RankBrasil que mostra a capacidade, esforço e competência de pessoas com deficiência.
Sobre a oficialização do recorde pelo RankBrasil, Bruno diz que é muito bom ver reconhecido seu esforço e empenho. “Ao mesmo tempo este título me deixa feliz por mostrar para a sociedade que somos capazes, precisamos de apoio, estímulo e oportunidades”, destaca. Para outras pessoas com Síndrome de Down, o recordista deixa a dica: “Confie em si e nunca desista dos seus sonhos”.
Espanhol, fotografia e dança
Bruno completa 25 anos de idade em 28 de abril de 2017. Além da graduação em Turismo, estudou espanhol e também fez cursos de fotografia. “Isso me deu embasamento para capturar melhores imagens, resultando em quatro exposições”. Ele ainda participa de aulas de dança de salão, a partir das quais já realizou mais de uma dezena de apresentações públicas em vários ritmos, além de procurar frequentar cursos de extensão na área do Turismo.
Na websérie Geração 21
A história de sucesso de Bruno será contada na websérie Geração 21. O projeto apresenta jovens com Síndrome de Down que estão conquistando a independência através de suas profissões e escolhas. “É uma grande oportunidade de revelar nossos talentos e habilidades, mostrando que somos protagonistas de belas histórias. O diretor Alex Duarte sabe nos valorizar e destacar o que há de melhor em cada um”, finaliza.
Fonte: Rank Brasil – Recordes Brasileiros

terça-feira, 20 de junho de 2017

Uma Nova Embratur proposta pelo Dep. Herculano Passos


                         


Com a proposta de mudança na Embratur, o Deputado Federal Herculano Passos aposta na redução do desemprego, no aumento da renda da população e na geração de divisas para o país.
Segundo ele, o Projeto de Lei 7425 de 2015 que transforma a Embratur (responsável pela promoção e apoio a comercialização dos destinos, serviços e produtos turísticos brasileiros no exterior) em uma entidade com total controle governamental, mas com modelo jurídico de serviço social autônomo.
A proposta permitirá que ao invés de ficar restrita aos repasses da União, a Embratur possa fazer convênios e buscar outras fontes de recursos.
Segundo Passos, esse modelo não é de uma privatização porque ficará submetida a um contrato de gestão com o MTur, e com órgãos de controle, a um conselho fiscal e a auditorias internas e externas.
O que estamos propondo é que, nessa nova modalidade, a Embratur não fique mais refém do teto e do contingenciamento do Orçamento da União. Ela voltará a ter aportes de recursos, que lhe colocará em patamar de competitividade com instituições-referência em promoção turística no mundo, a exemplo do Chile, México, EUA, da Argentina, França, Inglaterra e Alemanha. O Ministério do Turismo estabeleceu uma meta de atrair 12 milhões de turistas estrangeiros até 2021 e gerar receita de US$ 19 bilhões. Só a alcançaremos com uma transformação drástica da Embratur,  diz Passos.


terça-feira, 6 de junho de 2017

Vinho mineiro ganha prêmio de melhor do mundo na Inglaterra





Minas Gerais é reconhecida como a terra da cachaça, e também já vem sendo chamada de "Bélgica Brasileira", devido ao grande número de cervejarias artesanais. Agora, é a vez do vinho projetar o nome do estado internacionalmente. É o que mostra o resultado do prêmio Decanter World Wine Awards 2017, realizado em Londres, Inglaterra. Dos 27 vinhos brasileiros participantes da premiação, cinco são elaborados com a tecnologia da dupla poda, desenvolvida pelo Núcleo Tecnológico Uva e Vinho da Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig), em Caldas, no sul do estado.

O vinho Maria Maria Bel Sauvignon Blanc 2015, vencedor da categoria bronze, é de Três Pontas (MG). A uva é plantada na fazenda Capetinga, do produtor Eduardo Junqueira, e processada na vinícola experimental da Epamig em Caldas. Já os vinhos da vinícola Guaspari – Vista do Chá, Vista da Serra, Vale da Pedra, Vista do Bosque – são produzidos em Espírito Santo do Pinhal (SP), em vinícola própria.

Eduardo Junqueira, produtor do Maria Maria, que carrega esse nome por causa da célebre música do cantor Milton Nascimento, conta que a primeira safra foi produzida em 2013 e que enviou a de 2015 para participar, pela primeira vez, de um concurso. O rótulo sagrou-se vencedor. "No fim do mês de junho, vou viajar para Londres e receber a premiação. É muito gratificante. Foi uma decisão muito acertada ter selado essa parceria com a Epamig, que veio desde a compra de mudas, e dura até hoje, com assessorias técnicas remotas do órgão aqui na minha propriedade", comenta o produtor.

Fabrizia Zucherato, gerente da vinícola Guaspari, credita o nascimento da iniciativa à tecnologia da Epamig. "Nosso impulso foi o uso das podas invertidas, para que pudéssemos colher uvas no meio do ano, pois, só assim, poderíamos produzir vinhos finos numa altitude como essa, em um país tropical", explica a gerente sobre as características da uva destinada à vinicultura. "São 50 hectares de parreiras, todas plantadas com a tecnologia da Epamig. Além do prêmio deste ano, vencemos também o Decanter 2016", complementa Fabrizia.

Tecnologia mineira
O sucesso no prêmio londrino deste ano é reflexo de um trabalho bem sucedido da Epamig, que aperfeiçoou a qualidade dos vinhos finos produzidos no Brasil em propriedades do sul de Minas, do Rio de Janeiro e de São Paulo. Só nas montanhas mineiras, cerca de 2,5 milhões de litros de vinho são elaborados, incluindo tintos, brancos e espumantes. Trata-se da técnica da dupla poda, que implica na inversão do ciclo produtivo da videira – a planta passa a produzir os frutos o Inverno do Hemisfério Sul.

O método consiste na realização de duas podas: uma de formação dos ramos no mês de agosto; e outra de produção no mês de janeiro. A informação é do pesquisador Murillo Albuquerque Regina, da Epamig em Caldas (MG), responsável por desenvolver a iniciativa. A combinação do tempo seco, dos dias ensolarados e das noites frias ocasionam na colheita de uma uva sã, de maturação plena, que apresenta mais aroma e maior concentração de cor, contribuindo para o incremento da qualidade do vinho. A tecnologia mineira possibilitou a produção de vinhos finos na serra da Mantiqueira, onde, tradicionalmente, eram vistas apenas plantações de café.

Decanter Award
O prêmio Decanter World Wine Award 2017 foi organizado pela revista inglesa Decanter – uma das mais tradicionais e respeitadas publicações sobre vinhos no mundo. Contou com avaliação de mais de 17 mil vinhos, julgados por 219 experts, sendo 65 mestres na área e 20 sommeliers.


Fonte:http://www.revistaencontro.com.br/canal/gastro/2017/06/vinhos-brasileiros-ganham-premios-em-londres-gracas-a-uma-tecnolgia-cr.html

quinta-feira, 1 de junho de 2017

Tradetur Indica - Show de Claudya - 50 Anos




Tradetur Indica o Show da cantora Claudya - 50 Anos de Carreira no Teatro J. Safra no dia 03 de Junho.
Grande intérprete da MPB, conhecida como "Garganta de Ouro", traz na sua vasta carreira, vários troféus e muitos vindos de outros países.
São Paulo receberá seu único show no dia 03 com participações especiais de Marcos Valle e Graziela Medori.
Entre seus muitos sucessos nos Festivais Nacionais e Internacionais um a fez conhecida na Grécia com a música dos irmãos Marcos Valle e Paulo César Valle, A Minha Voz Virá do Sol da América.
Sucessos como Deixa Eu Dizer que atualmente está no filme gravado no Brasil Velozes e Furiosos, a Com Mais de Trinta e Jesus Cristo fizeram de Claudya ainda mais conhecida com sua voz ímpar.
Com o CD Senhor do Tempo de Canções Raras de Caetano em 2011 trouxe uma nova roupagem com sua voz e interpretação.
Hoje traz o CD Álbum autoral em Duo Piano e Voz – Para Sempre Amanhecer com Tiago Mineiro em plataformas digitais.
Os anos 80 foram marcados com sua voz no Musical Ópera-Rock Evita, considerada pela crítica e produtores ingleses, a melhor Eva Peron de todas que protagonizaram a ópera no mundo e melhor interprete de Não Chores Por Mim Argentina.
O show está marcado para as 21h30 no Teatro J Safra, terá como convidado Marcos Valle, participação de Graziela Medori e direção de Manoel Barenbein.

Teatrojsafra.com.br




segunda-feira, 22 de maio de 2017

Peruíbe recebe Reunião Semestral da ABRAJET Nacional





Com a presença de vários estados do Brasil foi realizada a  Reunião Semestral da ABRAJET Nacional em plagas peruibenses de 18 a 21 de Maio. O lindo município de Peruíbe fica localizado no litoral Sul Paulista, na região metropolitana da Baixada Santista, reconhecido pelas belas praias, pelo turismo histórico,ecológico e rural.
Com calorosa recepção a ABRAJET Nacional capitaneada pela sua Presidente Miriam Petrone,  foi recebida pelo Prefeito Luiz Maurício, Secretário de Turismo, Cultura e Esporte Eduardo Ribas e pelo Presidente do Contur, Valcir Pereira.
A estada de três dias no município foi pequena para conhecer todas as suas riquezas em atrativos naturais, históricos-culturais, extensa área verde conservada e suas belíssimas praias que oferecem turismo de lazer, esporte e saúde.
A reunião foi de grande valia para ABRAJET Nacional  com seu Conselho Diretor que entre outros assuntos de total relevância, discutiu também sobre o XXXIV Congresso da Associação que será realizado em Agosto na cidade de Aracaju com o tema Turismo & Sustentabilidade.



Deyse Salgado- Pref. Luiz Mauricio - Miriam Petrone CEO ABRAJET - Sec. Tur. Eduardo Ribas e
 Valcir Pereira - CEO Contur

Prefeito Luiz Mauricio - Sec. Turismo Eduardo Ribas - Cássia Penza

Ricardo Guerra - Nairson Socorro - Liszt Madruga

Deyse Salgado e Cássia Penza


Pizzaria La Vera Napolitana












Lamario


Mama Lina e Miriam Petrone


Manoel Costa - Miriam Petrone e Carlos Lange

Apresentação Coral Igreja Batista de Curitiba Cantores da Paz

Sec. Turismo Eduardo Ribas 

Peruíbe Suíte Flat Hotel





                                  
                          


Ira Lauren e  Cássia Penza


Julio Piunti e Luiz Maggio - Almoço no SINTHORESP

Luiz Maggio - Cássia Penza - Nairson Socorro e Ricardo Guerra

Restaurante Beira Mar

                                           




Restaurante e Doceria Pão de Maça








Sítio do Costinha




http://www.peruibe3.sp.gov.br/secao/turismo/